Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013
Imagem
Após denuncia Policia Ambiental encontra Arara Canindé em cativeiro na região de Umuarama. Policiais ambientais de Umuarama receberam uma denuncia e deslocaram a um endereço não divulgado, no município de Umuarama, onde constaram que o proprietário da residência mantinha em cativeiro uma ave da fauna silvestre sem autorização do órgão competente, sendo esta uma Arara Canindé sem o registro junto ao órgão ambiental competente.              O infrator, segundo a policia responderá criminalmente por manter em cativeiro aves da fauna silvestre sem a devida autorização, conforme artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, cuja pena é de seis meses a um ano de detenção, além da multa administrativa aplicada pelo Instituto Ambiental do Paraná no valor de R$ 500,00.               A ave passará por análise de biólogos, mas provavelmente jamais será reintegrada ao seu habitat natural, pois perdera seus instintos naturais, sendo encaminhada a um centro de triagem autorizado pelo IBAMA.              “A P…
Imagem
A arara azul tem pelo menos três grupos no Brasil.Uma pesquisa realizada no Instituto de Biociências (IB) da USP mostra que existem pelo menos três populações geneticamente distintas de araras-azuis(Anodorhynchus hyacinthinus) em território brasileiro. No Pantanal há dois grupos: norte e sul. O terceiro fica na região que compreende o norte do Brasil (sul do Pará) e o nordeste (região das Gerais: Piauí, Maranhão, Tocantins, Bahia). Os resultados do trabalho fornecem subsídios para o manejo adequado da espécie, além de dificultar a ação de traficantes de animais.
“Se uma ave for apreendida nas mãos de traficantes, será possível, com base no estudo, determinar qual a probabilidade de a ave ter sido retirada de um desses locais e, com isso, fornecer elementos que ajudem a estabelecer a rota de tráfico”, aponta a bióloga Flávia Torres Presti, que realizou uma pesquisa de doutorado sobre o tema. A bióloga cita o exemplo de uma arara-azul apreendida com um traficante que relatou a polícia qu…